Fólios Soltos

Usamos a palavra “desdobramento” para muitas coisas. Talvez ela seja uma das luzes que seguimos em nossa vontade de aprender e de produzir.

Tudo que cai em nossas mãos, chama aos olhos e faz tomar a cabeça, acaba por ganhar um desdobramento: texto, foto, vídeo, rabisco, barulho, objeto, não-objeto.

Depois isso pode fugir da memória. Esses são os <<Fólios Soltos>>, o quais nos deixam em dúvida sobre em qual caderno devem entrar. Dificilmente serão encadernados, mas pode ser que sim.

RESENHAS+NOTAS+CRÍTICAS:

– “Hi, Tecnologia!” ou Quem são vocês dentro da Caixa? (Angélica Pedroni, Natura/Artificial, Performance Art, Sujeito/Objeto)

– Não tenho boca e preciso Gritar (Ficção Científica, Resenha, Pós-Humano)

Notas sobre Arte depois da Filosofia de Kosuth (arte conceitual, joseph kosuth, notas)

Elogio da Superficialidade – Anotações (flüsser, imagens técnicas, notas)

A Fenomenologia – Anotações (fenomenologia, lyotard, notas)

Rabiscos – “A Querela da Arte Contemporânea” (livro, marc jimenez, notas)

Novela da Descrença – Uma criatura Dócil (dostoyévski, livro, resenha)

 Um romance (Bibliofilia, Resenha, Conde de Montecristo, Romance)

Sobre Hay em Portugués? (escrita, livro-de-artista, possibilidades, resenha)

Ex-libris: confissões de uma leitora comum (anne fadiman, bibliofilia, resenha)

O que é um livro? (bibliofilia, livro-de-artista, resenha)

– Achei Momo! (Resenha, Livro, Momo)

O prazer do texto (escrita, livros, resenha, roland barthes)

A memória vegetal – Anotações (bibliofilia, livros, resenhas)

Giacometti: textos de Sartre (a busca do absoluto, as pinturas de giacometti, giacometti, resenha, sartre)

O Ambiente-arte e o olhar sem direção (casacor 2013, crítica, cubo branco, decoração, feiras de arte)

Outubro: A isca (crítica, galeria espaço universitário, outubro, paisagem)

Passeios Suspensos (cao guimarães, cotidiano, crítica, desdobramento)

Sobre Elisas (crítica, desdobramento, elisa queiroz)

Folhas secas (chronologia kairológica, crítica, tempo)

CaminhosParaOutro (comentário, crítica, etnografia, exposição)

Conto íntimo (crítica, edith derdyk, livro-de-artista, memória)

Melancolía e o embaçado da vida (resenha, tempo)

O Despojamento do Belo (andré arçari, crítica, instalação, wabi-sabi)

A Dissolução dos Arquétipos (ana de sena, crítica, desenho, elementares, galeria homero massena)

Alto-contraste da solidão institucional (acervo, coletiva, crítica)

“Isso é bobagem!” (gravura, marcello grassmann, resenha)

– Abra os olhos e divirta-se (ação performática, experimentação, Herbert Baioco, vic von poder, crítica)

Indústria Cultural, Capitalismo e Legitimação (crítica cultural, indústria cultural, martín-barbero, notas)

– Amabilidade Urbana e a cidade indesejada (arte colaborativo, idealismo, intervenções temporárias, marcas permanentes, resenha)

Anotações Avulsas – A dissolução dos arquétipos (crítica, crônica, notas)

Relatos de uma historiografia da arte aparentemente simples, mas loucamente emaranhada (diagrama, história da arte, imagem, notas, teorias de história da arte)

A gênese da ideia de tempo e outros escritos (chronologia kairológica, jean-marie guyau, resenha,)

– Dos paradoxos da figura (Didi-Huberman, Resenha, Imagem Medieval)

CRÔNICAS:

– A Madamezinha (Azulejo, Crônica, Quotidiano,Restaurante, Simpatia)

– Encontrei um fio solto (Crônica, Memória Presente, Tempo)

Por detrás (caminhar, crônica, resenha)

A surpresa no final da linha (cotidiano, crônica, metrô)

Cartografias holográficas sentimentais (cibercultura, comunidade virtual, crônica)

“Mártires-manchete” e a falsa redenção (cibercultura, compartilhamento, crônica)

Guerra invisível, ou o “Fantástico Mundo do LOB” (crônica, crise energética, guerra invisível, segunda guerra fria)

Porta sem aldrava I (anacronismo, crônica, lowtec)

Porta Sem Aldrava II (comunicação móvel, crônica, educação, novasmídias)

Porta sem Aldrava IV (cibercultura, crônica, cultura das mídias, cyborgs, pós-humano)

A coisa apresentada expulsa o criador (crônica, memórias, processos de criação)

Contos do Sapo (como visitar e tomar um café com exposições contemporâneas, crônica)

Caderno de Anotações, p. 078, 02.01.2012 (construção, memórias, poiesis)

Dias de Feira (cerração, memórias, poiesis)

Dormir para a vida…acordar para o sonho (caminho, memórias, poiesis)

Dialética da construção numa catedral (construção, memórias, poiesis)

Caderno de Anotações, p. 071, 22.12.2011 [e] (caminhar, memórias, poiesis)

Caderno de Anotações, p. 064-065, 11.12.2011 (construção, memórias, poiesis)

Lanterna de Vagalumes (crônica, memória, vagalumes)

Velocidade e Repetição (caminho, memórias, poiesis)

Fenomenologia do Impossível (memórias, poiesis)

Para Memórias Presenciais – e não presencias – de um Sátiro (memórias, poiesis, vinho)

Zooma Zooma (crônica, madrugada, memórias, tempo)

Marcas do Devir (ausência, crônica, documento, vestígios)

Agradecimento Egoísta (cidade, crônica, limite)

Ressaltos e demarcações daquilo que ficou e daquilo que não ficou (cidade, crítica, desdobramento, limite)

Ficção/reflexão/disjunção (caminhar, escrita, poiesis)

Falanges Eriçadas (espetáculo, geração, praia)

Esforço para integrar métodos de construção textual subjacentes ao desejo de erigir uma linguagem própria (construção, escrita, intuição)

Distrações humanas para o desnecessário (cotidiano, crônicas)

Conservar as Tradições (a revolta de atlas, conservadores, crônica, tradição)

Ícone de não-Canto (ícone, crônica, instalação)

Lies da natureza (calçada, cidade, crônica)

¿NO hay en Portugués? (crônica, cultura, imagem)

A era do spoiler (crônica, curadoria, expografia)

Peixinhos dourados e arte colaborativa (animais de estimação, arte colaborativa, crônica)

A ausência da síntese ou Sim, eu senti falta (bienal, crítica cultural, crônica, grande sertão: veredas)

– No Brejo da Arte (Campo da Arte, Crônica, O Pintassilgo e as Rãs, Transdisciplinaridade)

CONTOS:

– O homem das listras ou Quem sou eu… (conto, rotina, ser ou fazer?)

Bem-vindo, ou, apenas entre (cachorro gigante, conto, realismo fantástico, sonho, surpreas)

Anúncio (conto, cotidiano, tempo)

Nem acima nem abaixo – dentro (conto, memória)

Fora da Linha 08 – Dos meus vizinhos (conto, ficção científica, vizinhança)

Fora da Linha 23 – Coisas Estranhas no Deserto (conto, deserto, ficção científica)

Fora da Linha 13 (conto, diagrama, transfiguração)

Fora da linha 32 (conto, estabilidade, ficção científica, temporalidade)

Fora da linha 52 (abduções, conto, ficção científica, sinais)

Fora da Linha 53 (conto, distopia, ficção científica)

– Fora da Linha 54 (Apocalipse, Conto, Ficção Científica, Distopia)

TEXTOS DE PROCESSO:

Nota Manuscrita (crônica, incompletude, memória, referências)

i.e (memórias, poiesis)

Hábito (apresentação, cidade, poiesis, pormenores possessivos)

A propósito dos microvídeos (íc-pp’s, deriva estética, microvídeos)

Da transfiguração da superfície cultural (ação performática, espaço público, hibridismo, transfiguração cultural)

Quando o imenso tornou-se um pormenor (caminhar, crônica, limite, pormenores possessivos, traço)

Por que não? (íc-pp’s, deriva estética, possibilidades, processos de criação)

Qual é a causa disso tudo? (íc-pp’s, deriva estética, schopenhauer)

O prazer é a certeza de Flutuar (ínfimos corriqueiros – pormenores possessivos, engenharia naval em papel, processos de criação)

Deriva Estética- foto 262 (cidade, poiesis, pormenores possessivos)

Ventiladores-Cataventos Ornamento-Degenerado (ínfimos corriqueiros – pormenores possessivos, desdobramento, ornamentalidade)

Dobradura Crônica (crônica, engenharia naval em papel, escrita, memórias)

Meus Olhos viraram uma Cybershot (crônica, deriva estética, fotografia, processos de criação)

Conjunto de Épocas (a grande justificativa, apontamentos datilografados, crítica, história da arte)

Costura entrenós (entrenós, memória)

Da linha à trama (entrenós, memória)

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s