[vídeo] Pré-venda, Na volta a gente esquece

Imagem de capa. Pré-venda. Na volta a gente esquece. Fabiana Pedroni. Livro.

Fundo rosa. À esquerda, capa do livro Na volta a gente esquece, com ilustração de mulher branca de calças jeasn e camisa amarela abrindo geladeira vermelha, de onde sai uma nuvem de vagalumes. Sobre a capa, lê-se Pré-venda, Frete Grátis. Sob a capa, Apoio, realizado com recursos do Funcultura, Governo do Estado do Espírito Santo. À direita da imagem, lê-se: Ganhe um marca-páginas artesanal e personalizado pela autora. Um livro de memórias e situações cotidianas atravessadas por experiências fantásticas, e das pequenas pausas do dia. Acesse: escambau.org.

Nesse vídeo, Fabiana Pedroni e Moacir Fio conversam sobre o livro “Na volta a gente esquece”, disponível para pré-venda na loja da Editora Escambau.

“Na volta a gente esquece” reúne 27 crônicas, contos e relatos de processo criativo. São textos curtos para dias de poucas horas. Assim é um causo. Ele chega devagar, como um pequeno comentário, e reverbera em nossos afetos. Cada cena ordinária, intensificada na ficção, pode nos levar por mares de memória. A casa nunca é a mesma. As orelhas nem sempre são arredondadas. O atalho não nos leva para onde pensávamos ir. Como escolhas finais, estes textos são empurrões em direção a mais um dia.

.

.

Essa é uma obra de autora estreante, que se apresenta como contribuição para a multiplicidade do ecossistema literário capixaba. “Na volta a gente esquece” traz as palavras marcadas pelas transformações de uma década. Há textos da jovem pesquisadora, da artista em ebulição, de rompimentos e redescobertas. Esses 27 causos trabalham situações representativas para diversas vidas atravessadas pelos deslocamentos do interior para a metrópole e seus retornos.

Alguns dos textos que compõe “Na volta a gente esquece” são nítidos contos, outros, empregam elementos ficcionais para brincar com a crônica e a crítica. Em muitos dos causos, assim como é na escuta de vozes da roça, o fantástico, o absurdo e o estranho alfinetam o tom realístico e o olhar analítico.

Na volta a gente esquece pode ser adquirido AQUI.

Créditos do livro

Edição: Rodrigo Hipólito

Ilustração de capa: Nathália Pimentel

Diagramação: Rodrigo Hipólito e Ingrid Gollner

Obra realizada com recursos do Funcultura, através de edital da Secretaria de Estado de Cultura do Espírito Santo.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s