Que isso?

Nota Manuscrita é a reunião dos frutos de uma convivência. Aquela conversa que vira uma ideia, que ganha uma vontade e que se constrói em… várias coisas. Começou como um hábito, ganhou os pormenores e desdobrou-se em muitas outras ações. Por vezes, em coisas poéticas (dita Arte, que ganha galeria, espaço público), noutras em textos – textos longos publicados em revistas e congressos acadêmicos (Códex) ou textos curtos, como crônicas, contos, resenhas de livros e críticas de arte (Fólios Soltos). Tudo um grande pretexto para criarmos o Nosso acervo e nossa diversão.

             Fabiana de cabelo curto segurando Chi Chi, o catioro.  Rodrigo 03

Fabiana Pedroni: “Nosso”, porque o Nota é um conteúdo público, criado na convivência com Rodrigo Hipólito, mas que também nasce através de outras colaborações, intencionais ou não. Sim, você vai dizer algo numa sexta à noite, uma ideia maluca ou mesmo um tropeço na rua e isso vai, muito provavelmente, virar um pedacinho ou pedações de um texto, de uma imagem, de uma coisa.[1] Obviamente, apesar de eu trabalhar muito com a ideia de memória, este é o meu principal ponto fraco. Então, desculpe, desculpe mesmo quando eu me empolgar e esquecer de agradecer.

Enfim, para informações mais concretas sobre trabalhos feitos, publicações, formação acadêmica, essas coisas, ver aqui: <<currículo lattes>>. Se quiser ver essas publicações: <<academia>> (Juro que vou atualizar!!). Mas se quiser trocar uma ideia, falar da vida, dar uma volta, pedir coisas, me dar coisas (por que não? amo livros, vale a dica!): <<nuvemtrincada@gmail.com>> E, claro, se quiser ver fotos, principalmente dos meus catioros: <<hi._.pedroni>>

_____________

[1] Ou vai ganhar uma nota de rodapé que é o local em que bate meu coração. Posso me dar a liberdade de ser piegas em notas de rodapé [e mesmo de usar a palavra piegas rs].

 

Rodrigo Hipólito: Sim, eu deixo o <<currículo lattes>> e o <<academia.edu>>  atualizados. Isso talvez seja apenas pela mania de organização. Dá prazer ter as produções em listas e perceber que elas crescem e se multiplicam. Mas, no currículo, as coisas mais divertidas podem soar tediosas. Se eu digo que desenvolvo pesquisas sobre Historiografia da Arte na América Latina, sobre propostas conceitualistas e informalistas do Sul geopolítico, a respeito do uso e dos sentidos da imagem e das estratégias de apropriação nas produções mais recentes de arte, novas mídias e pós-humanismo, pode até ter gente meio biruta que ache isso interessante. Só que, no <<Twitter>> ou pessoalmente, vou preferir falar de uma “disgraça de História mal contada!, artistas que pensam através do abraço, a longa genealogia dos memes e gifs de gatinho e do que comem os ciborgues”. Apesar de não atender telefone, quase sempre respondo e-mails (objetoquadrado@gmail.com)… curtos, por favor.

 _____________

Colaboradores

Alana2 Alana de Oliveira

.Andre André Martins

Angélica Pedroni Maria Angélica Pedroni

 

.

.

.

.

.

.

.

.

Anúncios