Só também é poesia

Estas produções são resultado de trabalhos de alun@s e convidad@s da disciplina de História da Arte Contemporânea, ministrada por Fabiana Pedroni, na Universidade Federal do Espírito Santo, no primeiro semestre de 2018, para os cursos de Artes Visuais e Artes Plásticas. A atividade consistia nas seguintes etapas:

  • Escrita de um curto texto de temática livre, por cada um dos participantes da atividade;
  • Sorteio aleatório dos textos, de modo anônimo, entre os alunos e convidados, através de um aplicativo;
  • Cada participante trabalhou o texto anônimo que recebeu em uma produção poética de formato livre;
  • Debate e construção de uma crítica do processo.

 

Aqui temos disponíveis o texto livre da aluna Agatha Santos e o trabalho produzido pela convidada Cecília do Carmo, aluna de engenharia da computação na Multivix (Vitória-ES), ambos carinhosamente cedidos para esta publicação ^^

 

SÓ TAMBÉM É POESIA

Texto de Agatha Santos

Gosto
de
estar
sozinha.
Sozinha produzo. Sozinha, sonho. Sozinha estou também em paz. Sozinha,
bem me arranjo. Sozinha também sinto medo, mas sozinha é tudo o que sei. Mesmo
em meio ao seio familiar ou a multidão do cotidiano… Sozinha, estou comigo mesma.
Sozinha
eu
pertenço

a mim,
e tudo o que sou é só meu…
Estou em paz.
Talvez
seja
porque
isso é tudo que sei, mas assim eu aprendi a ser feliz. Mesmo com muitos,
sorrio, falo, mas estou na minha, estou em mim, me construindo e reconstruindo a
cada dia, me reconhecendo e me aprendendo para aceitar cada pedaço de mim.
Talvez
me
preparando
para um outro momento, talvez me capacitando para manter-me assim e parte
do que sou, em momentos transborda numa verborragia sem fim. E mesmo assim,
me
recuso
a
ser
seca,
sou toda gota que escorre e a cada dia algo novo me veste, sem acomodar o
que penso, sem retrair o que sou. Já não preciso de escoras, continuo andando – e
assim vou.
Eu escrevo, leio, rasgo o que li, anualmente queimo páginas das coisas que
vivi. Toda essa metamorfose faz parte de mim, provavelmente isso fará parte do que
escrevi e descartei mas não são só palavras, elas são o que o sou, são as coisas que
eu sei.
Na verdade, na verdade, não sei quase nada. Mas entre o pouco que sei já
aprendi que

também
é
poesia.

 

Trabalho poético de Cecília [Cíci] do Carmo

Cecilia - obra Só também é poesia2-001Cecilia - obra Só também é poesia2-002Cecilia - obra Só também é poesia2-003Cecilia - obra Só também é poesia2-004Cecilia - obra Só também é poesia2-005Cecilia - obra Só também é poesia2-006Cecilia - obra Só também é poesia2-007Cecilia - obra Só também é poesia2-008Cecilia - obra Só também é poesia2-009Cecilia - obra Só também é poesia2-010Cecilia - obra Só também é poesia2-011Cecilia - obra Só também é poesia2-012Cecilia - obra Só também é poesia2-013Cecilia - obra Só também é poesia2-014Cecilia - obra Só também é poesia2-015Cecilia - obra Só também é poesia2-016Cecilia - obra Só também é poesia2-017Cecilia - obra Só também é poesia2-018Cecilia - obra Só também é poesia2-019

Para ver mais trabalhos de Cíci, clique Aqui

.

.

.

.

.

.

.

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s