Um rio em mim

2

Desça a rua. Uma rua qualquer, aquela que você sempre passa no seu dia a dia. Se fosse possível dobrar sua extensão ao meio, como uma folha de papel, em que parte você pararia? Tive a sensação de ter parado justamente no meio, naquele espacinho em que a gente acredita que pode ir pra qualquer lado. Nessa rua, eu já havia parado antes. Já me escondi de pessoas das quais tive medo; já corri destas mesmas pessoas ou seres e objetos não identificados; já me arrastei morro acima com sacolas de supermercado… mas nunca, nunca havia parado pelo simples fato de… parar.

O motivo era muito mais simples do que uma fuga mal calculada:

um rio tomou conta de mim.

Eu ouvi o barulho da água batendo nas pedrinhas. Às vezes é preciso olhar com muita atenção para ver um barulho. E não era um fluxo de água qualquer, mas aquela água da infância, a da cachoeira em que a gente pula da pedra sem saber dos riscos, porque quer sentir o corpo chocar-se na água e afundar, mas não sem antes gritar “Olha! Vou pular!!”. O retorno para a superfície é a parte ainda mais aflita que o instante antes do salto. Você abre os olhos, vê apenas uma imagem turva e não sabe pra que lado é o subir. Basta um milissegundo de paciência para seu corpo indicar o caminho. E quando chega à beira, o primeiro ato de inspirar é tão intenso quanto o primeiro da vida. A depender do tempo para se chegar à superfície, pode até mesmo vir com uma vontade de choro. É o alívio de se estar vivo e pronto para um novo salto. Toda essa ação de explorar a água que ali nos inunda é um nascimento, desde o salto, a queda e o levantar-se. E em seguida, um novo salto. O barulho da água, o movimento das crianças no mato, que correm para o alto da pedra, o brilho da superfície… um tapinha no ombro…

“Por que tá parada no meio da rua? Vamos?”.

.

.

.

Cachoeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s