Deriva Estética- foto 262

Pormenores Possessivos, 01.05.2012.

Conhecemos a margem do mundo. Lugar de onde floresce e vigora a novidade. Logo após ali de que a vista alcança aparece uma nulidade assustadora e pontos de luz variantes. No meio desse nada os seres ainda-humanos constroem. Um maquinário pesado e a barulheira de sempre, marcam o ambiente dali onde o mundo acaba. Fazemos nossas pequenas reuniões caseiras nesse instante de inícios. É que depois que a luz se esvai, evidencia-se a sociedade aparente. Ah! O milagre da significação. Um horizonte de nada prontinho para ceder ao espaço e a coisa. Só fazemos coisas mesmo. Eis o motivo daquela horizontal definida através do que jamais poderemos acessar, ser cara e eficiente no exercício do passeio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s