A Presença do Vazio nas Proposições de Hélio Oiticica

Artigo apresentado no 3º Colartes – Colóquio de Arte e Pesquisa dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Artes, 2012, Vitória

Resumo: A presente comunicação trata da confluência espectador-obra-autor na arte neoconcreta analisando as proposições de Hélio Oiticica.  Sob a ótica da filosofia negativista de Merleau-Ponty e do “não objeto” de Ferreira Gullar evidencia-se a posição do sujeito fenomenal como gerador de conhecimento intuitivo na experiência com as proposições de Oiticica.

Palavras-chave: Neoconcretismo, Espectador, Oiticica, Sujeito Fenomenal

     Esta investigação trata do modo como se dá a relação obra/espectador/autor no processo de Hélio Oiticica, indicando possibilidades de destrinchamento das teorizações do artista nos diálogos/referências este estabelece. A temática conflui com um largo interesse do mundo da arte no estudo das atividades de Oiticica, iniciado após a abertura de seus arquivos nos anos 1980, do trabalho de digitalização e disponibilização de seu acervo de escritos e projetos e agravado pela recente perda de parte deste acervo. [i] Através da profícua produção teórica de Oiticica percebe-se que seus trabalhos extrapolavam…

Ver mais…


[i] Em 16 de Outubro de 2009 cerca de 90% das obras de Hélio Oiticica foram destruídas num incêndio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s